O crime foi cometido no dia 3 de janeiro de 2014, quando o criminoso, na companhia de Marcos Magno Peixoto Faria, assassinou o casal de advogados Alexandre Werneck de Oliveira, de 46 anos, e Lívia Viggiano Rocha Silveira, de 39, que visitavam a Serra do Cipó. O processo foi desmembrado, pois o outro réu alegou ter problemas de sanidade mental.